Nokia Siemens corta 9000 empregosA Nokia Siemens começou conversações com os sindicatos, na Alemanha e na Finlândia, com vista a eliminar 9000 empregos até ao final de 2010.

Este consórcio para as redes de telecomunicações foi formado em Junho de 2006 pela Nokia e pela Siemens. Tem como objectivo fazer poupanças de 1,5 mil milhões de euros anuais nos próximos três anos.

O director operacional diz que, a longo prazo, quer “construir uma empresa competitiva, que possa dar trabalho e oportunidades para todos. Nestas circunstâncias, com a forte concorrência e a pressão dos preços que existem, só assim é possível seguir em frente, como empresa competitiva”.

A Nokia Siemens está no quarto lugar da tabela, nó sector das redes móveis. A norte-americana Cisco Systems é a número um mundial, seguida pela sueca Ericsson e pela franco-americana Alcatel Lucent.

No ano passado, a Nokia Siemens faturou 17,1 mil milhões de euros.

As supressões de emprego vão ser feitas sobretudo na Alemanha e na Finlândia, onde a Nokia Siemens tem mais empregados, mas também noutros pontos do globo.

O consórcio germano-finlandês não é o único a sofrer as consequências da forte concorrência neste sector. A Alcatel Lucent está também a passar por um processo de corte de 12 mil postos de trabalho, a maioria dos quais em França, o que está a causar uma onda de contestação.

Fonte: euronews